Unicamp busca por mulheres grávidas para pesquisa - Portal de Campinas


Unicamp busca por mulheres grávidas para pesquisa

O estudo quer apontar grávidas que possam ter um parto prematuro.

O estudo quer apontar grávidas que possam ter um parto prematuro.

A Universidade Estadual de Campinas por meio do Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (Caism) está em busca de mulheres interessadas em participar de um estudo que aponte grávidas que possam ter um parto prematuro.

As maternidades que participam da pesquisa buscam 1200 mulheres grávidas, mas conseguiram apenas 450. De acordo com Renato Teixeira Souza, médico obstetra, as mulheres que podem participar da pesquisa precisam estar aguardando o primeiro filho, e não podem ter doenças consideradas graves. Segundo ele, são chamadas de mulheres de baixo risco. Importante também que, elas não sejam diabéticas, não tenham pressão alta, ou outros tipos de complicações graves de saúde.

Cada voluntária será acompanhada durante a sua gestação, e serão coletados exames de sangue e fios de cabelo para a realização de exames.

O diagnóstico de um possível parto prematuro será feito através de uma tecnologia chamada metabolômica. Com o estudo, pretende-se identificar alterações no sangue e no cabelo que possam dizer quais são as mulheres que vão ter um parto prematuro, ou até mesmo as mulheres que não vão ter um parto prematuro.

A pesquisa tem parceria com as maternidades da Universidade Federal do Ceará (CE), Universidade Estadual Paulista de Botucatu (SP), Hospital das Clínicas de Pernambuco (PE), e com o Hospital das Clínicas de Porto Alegre (RS).

Interessadas podem entrar em contato através dos telefones (19) 3521-9472 e (19) 99140-8303.

Deixe seu Comentário


  • Portal de Campinas

  • Tags

    • Mapa do Site