Após 30 anos, a vacina para esquistossomose chega a última fase - Portal de Campinas


Após 30 anos, a vacina para esquistossomose chega a última fase

A OMS quer que as pessoas de países pobres sejam imunizadas o mais rápido possível

A OMS quer que as pessoas de países pobres sejam imunizadas o mais rápido possível

Depois de três décadas de estudo, na última sexta-feira, 26, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) anunciou que o Brasil inicia a última fase de estudos clínicos para a vacina de esquistossomose, a Vacina Sm14.  Os testes iniciarão no Senegal.

Segundo a OMS, a esquistossomose é uma doença característica em mais de 70 países, na maioria, africanos, onde mais de 800 milhões vivem sob risco de infecção.

Até o final deste ano, os pesquisadores aplicarão doses em 30 indivíduos do Senegal. Os testes acontecerão entre setembro e dezembro de 2016, fase em que há alta endemicidade da doença em território africano. A pesquisa deve terminar os testes em humanos no final de 2017. Espera-se que 350 pessoas participem da pesquisa.

Toda produção e desenvolvimento da vacina é fruto de parceria público-privada (PPP) entre a Fiocruz e a empresa Orygen Biotecnologia S.A.

ESQUISTOSSOMOSE - Os casos da doença acontecem em ambientes onde não há infraestrutura adequada de saneamento básico: fezes de pessoas infectadas com o verme Schistosoma, quando despejadas inapropriadamente em rios e outros cursos de água doce, podem infectar caramujos do gênero Biomphalaria. Por sua vez, os caramujos liberam larvas do verme na água, podendo infectar outras pessoas por meio do contato com a pele, reiniciando o ciclo da doença.

Deixe seu Comentário


  • Portal de Campinas

  • Tags

    • Mapa do Site